Pular para o conteúdo

Qual a relação entre a infecção por Zika e a infertilidade masculina?

22/01/2019
zika

A questão do Zika vírus influenciando a infertilidade masculina foi levantada por estudiosos a partir de pesquisas em animais e seres humanos. Isso porque, a partir do momento em que se estabeleceu a relação entre Zika e microcefalia, a comunidade científica começou a investigar outras consequências dessa infecção. Nesse caminho, uma recente pesquisa brasileira apontou a infertilidade masculina como mais uma possível alteração.

Em resumo, foram selecionados 14 homens infectados pelo vírus em 2016. Cinco deles realizaram o espermograma e, em quatro, os resultados ficaram fora dos parâmetros de normalidade estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Dessa forma, o estudo pode sugerir a infertilidade masculina como mais essa alteração, até então, desconhecida. Entretanto, o mesmo ressalta a necessidade de que novas pesquisas sejam realizadas por inúmeras razões. Entre elas, a amostra pequena e a ausência de exames anteriores que complementariam informações ao trabalho.

Leia mais: Persistência do zika vírus em fluidos corporais: pensando além da viremia

“Não conseguimos provar, mas já existem estudos em animais que sugerem resultados semelhantes. Por isso achamos que o resultado é importante para que seja feito um estudo com um número maior de homens”, ressaltou a pesquisadora.

Um dos estudos realizados com animais foi feito pela Universidade de Washington (EUA): “nós já sabíamos que o zika é transmitido sexualmente, sendo que, na maior parte das transmissões sexuais, é o homem que infecta a mulher. Também há transmissão entre homens. O que não sabíamos era a consequência disso”, explicou Michael Diamond, um dos autores do estudo, publicado na revista Nature. No experimento, os ratos contaminados pelo zika se tornaram menos férteis e exibiram níveis mais baixos de testosterona. Além disso, sofreram redução significativa do testículo.

Por fim, diante dos pontos ressaltados dos trabalhos, é mandatário que mais estudos devam ser feitos para que se estabeleça um nexo de causalidade confiável e, assim, reforçar tanto a prevenção quanto o combate a disseminação desse vírus.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: