Skip to content

Fiocruz Rondônia solicita patente para novo fármaco anti-leishmaniose

20/04/2017

Foto de pesquisadores da Fiocruz Rondônia

Fonte: Fiocruz

A Fiocruz Rondônia fez solicitação para o primeiro pedido de patente de um fármaco anti-leishmaniose obtido através da serpente Crotalus durissus terrificus. O produto é fruto do trabalho desenvolvido no Laboratório de Biotecnologia Aplicada à Saúde e coordenado pelo pesquisador Roberto Nicolete, Doutor em Biociências. A equipe conta ainda com os pesquisadores Andreimar Martins Soares e Leonardo de Azevedo Calderon, do Centro de Biomoléculas Aplicadas à Saúde (CeBio) e Universidade Federal de Rondônia (UNIR). O pedido de patente foi originado durante o desenvolvimento da tese de doutorado do aluno João Rafael Valentim-Silva, bolsista da Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e a Pesquisa em Rondônia (Fapero) e integrante do Programa de Pós-Graduação em rede Bionorte.

Fomentada pela Fapero, via Programa PPSUS (2013), a invenção consiste em avaliar a eficácia e efeitos toxicológicos da crotamina (CTA) isolada da peçonha da serpente Crotalus durissus terrificus associada aos fármacos da terapia empregada na leishmaniose.

Para o pesquisador Roberto Nicolete, o depósito de patente via Tratado de Cooperação de Patentes (PCT) foi muito importante para o grupo de pesquisa, possibilitando maior abrangência e visibilidade do estudo. “Com os resultados obtidos pudemos vislumbrar grande potencialidade de aplicações biotecnológicas dos produtos e processos da combinação terapêutica proposta em nosso estudo e, certamente, irão contribuir para o fortalecimento da ciência, tecnologia e inovação (C,T&I) do estado e do país”, destacou o pesquisador.

Roberto Nicolete acrescenta que dentre as contribuições estão a difusão do conhecimento, formação de recursos humanos, nível de pós-graduação, e consolidação de colaborações locais e regionais. “A área de Biotecnologia e Saúde aplicada para o desenvolvimento de produtos e protótipos para o tratamento de doenças infecciosas e crônicas ainda é um gargalo para o fortalecimento e competitividade da indústria nacional de fármacos e biofármacos, a qual setoriza suas prioridades de mercado e acaba deixando de apoiar a sustentabilidade do SUS e a concorrência nacional na área”, frisou o pesquisador.

Sobre a pesquisa

Desde 2013 a equipe do pesquisador Roberto Nicolete avalia a eficácia e efeitos toxicológicos da crotamina isolada da cascavel. Estudos preliminares e in vitro possibilitaram avaliar as combinações de droga, citotoxidade dos tratamentos sobre células, e as duas combinações mais eficazes de cada droga foram testadas para avaliação do efeito sobre a inibição do crescimento das formas amastigotas de Leishmania amazonensis e produção de mediadores imunológicos por macrófagos infectados com o parasito. Os tratamentos dos camundongos infectados com as combinações foram realizados por oito dias alternados. A massa e tamanho da pata infectada foi monitorada diariamente. Após 48 horas do fim do tratamento os animais foram eutanasiados para a retirada de sangue, tecido da pata, linfonodo, rins, fígado e baço para posteriores experimentos. O sangue foi centrifugado e o soro separado para análise bioquímica e imunológica.

A combinação dos fármacos com CTA mostrou-se mais eficaz que as drogas sozinhas na inibição da contagem de parasitos nos tecidos, revelou o estudo. A medida das massas dos órgãos não sugerem megalias [aumento ou desenvolvimento anormal de um órgão ou parte dele], no entanto, a bioquímica do soro dos animais demonstra aumento de enzimas hepáticas e musculares sem apresentar toxidade. “A associação da CTA com os fármacos mostra-se um promissor caminho para tratamentos antileishmania”, considerou o cientista.

Assim, ele espera que os resultados obtidos possibilitem vislumbrar parcerias e potencialidade de aplicações biotecnológicas dos produtos e processos envolvendo a combinação terapêutica proposta no estudo, os quais contribuirão para o fortalecimento da C,T&I do estado e do País.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: