Skip to content

Proteína responsável por dengue hemorrágica é descoberta

14/09/2015

150914 - Dengue hemorragia

Fonte: Diário Digital

Dois estudos publicados na revista Science Translational Medicine identificaram o papel de uma proteína produzida pelo vírus da dengue responsável por fazer os vasos sanguíneos romperem nos casos de dengue hemorrágica.

A descoberta abre caminho para o desenvolvimento de vacinas e medicação contra a versão mais fatal da doença. Segundo o Ministério da Saúde brasileiro, até 1 de Agosto deste ano, foram confirmadas 614 mortes por dengue no país, um aumento de 57% em relação ao mesmo período no ano passado.

Até hoje não existe tratamento efectivo ou vacina para a dengue, que é a doença transmitida por mosquito que mais afecta as pessoas em todo o mundo, chegando a 100 milhões de pessoas infectadas a cada ano.

Calcula-se que a cada dez pessoas infectadas de uma a duas ficam doentes e a maioria dos pacientes desenvolve apenas os sintomas mais simples da doença, como febre ligeira e dores no corpo. Mas, nos casos em que a doença se torna hemorrágica, o sistema imunológico fica fora de controlo e desencadeia o sangramento dos vasos sanguíneos o que pode levar à insuficiência circulatória e até à morte.

Os cientistas ainda não tinham descoberto como a infecção avança para o estágio fatal. Desconfiava-se que a causa era a proteína NS1, usada pelo vírus para se reproduzir e invadir células do sistema imunológico. Assim, a equipa do investigador Paul Young, da Universidade de Queensland, na Austrália, estudou células do sistema imunológico de humanos e ratos e descobriu que a NS1 activa directamente uma superfície conhecida como receptor 4 (TLR4), activadora da libertação de moléculas inflamatórias.

A partir disso, usaram células endoteliais (dos vasos sanguíneos) alteradas apenas pela inflação provocada pelo NS1 e isso fez com que a barreira grossa de células começasse a sangrar. A partir disso, trataram ratos infectados com dengue com um composto que bloqueia as células TLR4 e isso reduziu a hemorragia significativamente.

Os resultados sugerem que a proteína NS1 comporta-se como uma toxina viral da mesma forma que toxinas de bactérias ativam a TLR4 e desencadeiam infecções generalizadas. A comparação entre a síndrome do choque séptico e síndrome do choque associado à dengue deu base para testar remédios que estão a ser usados em pacientes com dengue e podem trazer avanços clínicos nos próximos dois anos, avalia Young.

Noutro estudo, Robert Beatty e os seus colegas da Universidade da Califórnia, relataram que a vacinação com a proteína NS1 pode proteger ratos contra a dengue hemorrágica. Os pesquisadores conseguiram comprovar que proteínas NS1 dos quatro tipos de dengue afectam as células dos vasos sanguíneos e causam hemorragia. No estudo, os ratos que não foram vacinados morreram, enquanto os que foram vacinados com NS1 de cada tipo de dengue sobreviveram à infecção fatal causada pela dengue hemorrágica. A vacina mobilizou anticorpos específicos contra a proteína NS1 e bloqueou a hemorragia.

A dengue é causada por um vírus da família Flaviridae, transmitido de uma pessoa para a outra através do mosquito Aedes aegypti. Existem quatro tipos diferentes de vírus da dengue: os sorotipos 1, 2, 3 e 4.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: