Pular para o conteúdo

Estado enfrentou, em 2013, a maior epidemia de dengue da história e secretaria se mantém alerta

09/01/2014

Fonte: Capital News – 08/01/2014

Mato Grosso do Sul enfrentou em 2013 a maior epidemia de dengue de todos os tempos. No ano passado, 102 mil sul-mato-grossenses tiveram a doença e 31 morreram por conta da dengue.

Mato Grosso do Sul enfrentou em 2013 a maior epidemia de dengue de todos os tempos. No ano passado, 102 mil sul-mato-grossenses tiveram a doença e 31 morreram por conta da dengue.

Mato Grosso do Sul enfrentou em 2013 a maior epidemia de dengue de todos os tempos. No ano passado, 102 mil sul-mato-grossenses tiveram a doença e 31 morreram por conta da dengue. A diretora de Vigilância em Saúde do Estado, Bernadete Lewandowisk, afirma que não tem como prever se, neste ano, haverá surto de casos novamente, mas diz que é preciso manter o alerta e, claro, as ações de combate ao mosquito transmissor.

A circulação dos quatro tipo de vírus causadores da dengue e a realização da Copa do Mundo no Brasil são os dois fatores que preocupam a Secretaria de Estado de Saúde (SES), segundo Bernadete.

“Não temos muito o que fazer. As pessoas têm consciência, sabem o que deve ser feito para não põem em prática. Vamos continuar com as capacitações para os municípios, continuar com a distribuição de medicamentos, equipamentos e inseticida, mas a população tem de fazer sua parte”, afirma a diretora da Vigilância.

Segundo Bernadete, o vírus tipo 4, que apareceu no Estado em 2013 e foi responsável por boa parte dos casos, continua circulando e continuará infectando mesmo quem já teve dengue, causada pelos outros três tipos de vírus.

Outra preocupação é com a vinda de turistas para o Brasil e, consequentemente, para Mato Grosso do Sul, por conta da Copa do Mundo. “Nos preocupamos com as doenças que podem ser reinseridas no País, mas também com as pessoas que vierem para cá”.

Embora o mês de junho, quando acontece a competição, não esteja no período que mais registra casos de dengue, estrangeiros, em geral, nunca tiveram contato com o vírus causador da patologia. Por isso, em tese, são mais propensos a contrair a doença.

Epidemia

No ano passado, foram notificados 102.328 casos de dengue, 22% a mais que em 2010, quando foi registrada a penúltima epidemia e 83.351 pessoas tiveram a doença.

Em relação à 2007, quando o Estado também enfrentou surto, com 75.321 casos, o aumento é de 36%.

Óbitos

Neste ano, 12 pessoas morreram por conta da dengue em Campo Grande. As outras mortes aconteceram em Aquidauana, Bandeirantes, Camapuã, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Dourados, Fátima do Sul, Miranda, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Rio Brilhante, Rio Verde, Sidrolândia, Sonora, Três Lagoas e Vicentina.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: