Pular para o conteúdo

Criança está com suspeita de febre maculosa

09/10/2012

Fonte: Portal Terra – 27/09/2012

Sem casos confirmados de febre maculosa há oito anos, Sorocaba pode ter o primeiro infectado: Pedro Henrique Fernandes Pereira Silva, seis anos. O menino apresentou os sintomas da doença após passear com a família na Floresta Nacional de Ipanema, em Iperó, no domingo. Desde então, a criança está sendo tratada com medicamentos específicos para a doença.

Apesar do risco eminente, nenhuma medida para impedir que outras pessoas tenham contato com os carrapatos foi tomada. O responsável pela administração da Floresta Ipanema, Alexandre Cordeiro, afirma que a doença é comum em áreas naturais e as visitações continuam.

Sintomas
“Quando cheguei em casa, em Sorocaba, meu filho começou a delirar de febre e fiquei desesperada”, recorda a cabeleireira Graziela Fernandes, 28 anos, que viu o filho ultrapassar os 39 graus de febre. Ela começou a retirar a roupa do filho e encontrou um carrapato-estrela em sua virilha. “Tirei o carrapato dele e fui até a unidade de saúde mais próxima.”

Lá, Pedro foi medicado de todas as formas possíveis para baixar a febre. A mãe conta que exames básicos foram coletados e ele foi liberado.

Suspeita
Na manhã de segunda-feira, a febre do menino voltou ainda mais forte. “O levei no posto de saúde do bairro e não conseguiram mais baixar a febre dele”, afirma. Exames clínicos foram realizados e, a partir do relato da mãe sobre o carrapato, a VE (Vigilância Epidemiológica) foi acionada.

Os médicos constataram que nenhuma infecção foi localizada no menino. O carrapato removido pela mãe é do tipo estrela, que costuma ser o transmissor da febre maculosa.

De acordo com a VE, este tipo de relato pode indicar a  doença, portanto toda pessoa com histórico de picada de carrapato e com sintomas compatíveis torna-se um caso suspeito.

Cuidados
Enquanto os resultados dos exames de Pedro não ficam prontos, Graziela se conforta em ter o filho em casa. “Ele está sendo monitorado e recebendo remédios compatíveis a casos de febre maculosa, por isso, ele já está conseguindo ficar acordado e com menos dores”, relata a cabeleireira.

O exame específico para diagnosticar a febre maculosa precisa de duas amostras: a primeira é colhida no ato da suspeita e a segunda é coletada 15 dias depois. Por isso, até o momento não há confirmação de que Pedro esteja infectado.

Floresta Nacional Ipanema continua aberta
Mesmo tendo conhecimento sobre o caso, responsável pela administração afirma que doença é comum em áreas desse tipo

A Floresta Nacional de Ipanema, em Iperó, recebe milhares de pessoas todos os anos.

O administrador da unidade, Alexandre Cordeiro, explica que, assim como a família do menino de seis anos – que é suspeito de estar infectado com febre maculosa – todos que por ali passam recebem um ‘termo de reconhecimento de risco’ e são avisados dos perigos que os carrapatos-estrelas podem trazer. “A área é natural, portanto as várias capivaras que vivem nela estão livres, por isso, o contato entre elas e o carrapato ocorre naturalmente”, destaca Alexandre.

Ele afirma que a unidade continuará aberta e recebendo visitantes. “Se o caso do garoto se confirmar, não fecharemos o parque, mas iremos monitorar as capivaras para identificar qual grupo poderá estar contaminado”, diz.

Para o administrador, a possibilidade de alguém ser contaminado por febre maculosa pelos carrapatos do parque é mínima. “Pode ser uma reação alérgica, comum à picada do carrapato que, em algumas pessoas, causa febre.”

A administração do parque garante que possui um termo de responsabilidade assinado por um dos responsáveis da família do menino e que há oito anos nenhum caso da doença é confirmada no local.

Placas
Em 2011, a floresta recebeu placas apontando a existência de carrapatos. Na mesma época, Carlos Roberto de Araújo, 34, que também é de Sorocaba, foi com a família até o parque. Na ocasião, ele levou mais de 40 picadas de carrapatos na perna esquerda.

Mortes registradas na região em 2012
No fim de junho deste ano, uma mulher morreu em Porto Feliz, há 40 quilômetros de Sorocaba. O exame necroscópico revelou que ela foi vítima da febre maculosa. Na ocasião, a suspeita era de que seu marido, trabalhador rural, tenha levado os carrapatos transmissores da doença até a casa. Ele foi internado no Hospital Regional de Sorocaba. Dias depois, um dos filhos do casal também morreu por causa da doença. A filha do casal e um sobrinho, que ficaram internados na Santa Casa de Porto Feliz se recuperaram da doença e tiveram alta.

Membros do Grupo de Vigilância Epidemiológica de Sorocaba e a Vigilância Sanitária do município foram à casa da família e interditaram provisoriamente  do imóvel.

Importância
A Floresta Nacional de Ipanema é uma unidade de conservação de uso sustentável, gerenciada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. O parque recebe visitantes de todas as idades, que buscam por atividades como trilhas ecológicas, mirantes, área de lazer e sítio histórico cultural.

Visitação
Visitação: de quinta a domingo, das 8h às 17h, com entrada permitida até às 15h. Pessoas de 12 a 60 anos pagam R$ 5,50. Os demais entram de graça.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: